domingo, 26 de maio de 2013

Nova Olinda: Motociclista bate em traseira de caminhão e morre

View R1

Um motociclista morreu no início desta tarde no Km 39 da Rodovia CE-292, no sítio Angicos, em Distrito de Triunfo, na cidade de Nova Olinda, Ceará. As primeiras informações levantadas pela polícia dão conta que a vítima trafegava na rodovia estadual na sua moto modelo 125, placa HXG 3763, inscrição de Juazeiro do Norte, Ceará, em direção à localidade de Tabuleiro, na Vila Triunfo, onde morava, quando perdeu o controle da moto e bateu na traseira de um caminhão tipo baú do modelo 2013 (vinte-treze), placas MOD 2577, inscrição de Palmeiras dos Índios, Alagoas, que se encontrava estacionado no local do acidente devido a problemas mecânicos.

O motorista da motocicleta Raimundo Francisco da Silva, casado, profissão de serralheiro, mais conhecido como "Raimundão", ficou preso às ferragens do caminhão e teve morte imediata. Ele usava o capecete, mas com a força do impacto parece que quebrou o pescoço.

A polícia militar de Nova Olinda foi acionada por familiares e compareceu ao local a RP 2215 sob o comando do cabo Marivaldo que adotou os procedimentos de organização do trânsito na via e comunicou o fato a Polícia Rodoviária Estadual, bem como, ao Instituto Médico Legal. O cabo PM Marivaldo informou a nossa reportagem que o condutor do caminhão não foi encontrado no local, mas dentro do veículo foi encontrada uma Carteira Nacional de Habilitação em nome de Rogério da Silva, 39, anos, e ainda, os documentos do caminhão baú.
Uma ligeira observação do local do acidente permite concluir, mesmo que prematuramente, que o motociclista não conseguiu realizar a ultrapassagem do caminhão devido a presença de outro veículo na sua contramão e quando retornou não houve tempo de frear, pois, existem marcas de freio na pista adiante do caminhão demonstrando que um terceiro veículo ainda se jogou na contramão para permitir a ultrapassagem do motociclista, mas este desistiu colidindo contra a traseira do caminhão.

A vítima foi apresentado por populares presentes no local do acidente como um homem dedicado ao trabalho e a família. Raimundão, afinal, estava retornando do trabalho em pleno domingo que é um dia de folga para a maioria das pessoas, no entanto, ele havia trabalhado meio expediente e trazia nas costas uma sacola com trocas de roupas e uma marmita usada para levar o almoço para o local de trabalho numa das pedreiras do talhado de Nova Olinda onde ele era serralheiro de pedra cariri.


Um comentário:

  1. Muito triste isso, um pai de família....
    Deus conforte essa família!

    ResponderExcluir