quarta-feira, 11 de abril de 2012

Polícia conclui que a mulher de Rudney tramou a morte de Ariosvaldo

A polícia civil concluiu que a balconista Clenia Maria Miranda Magalhães ,31, mulher Rudney Menezes Moreira de Lima, 26 anos, foi quem tramou a morte do comerciante José Ariosvaldo Sampaio, 32 anos.

De acordo com depoimentos de testemunhas e de familiares de Rudney,  prestados   na Unidade Policial Civil de Nova Olinda, durante a tarde de ontem, o mesmo foi o autor da pratica de homicídio contra o comerciante com a participação da mulher dele.  

A polícia informou que a própria mãe do acusado relatou com riquezas de detalhes, que o seu  filho Rudney,  havia confessado que teria  assassinado o comerciante com a participação da esposa dele, em virtude da mulher ter marcado um encontro com a vítima, no local do crime, haja vista que a Clenia já tinha um relacionamento amoroso com o Ari. Se aproveitando dessa situação a balconista conseguiu atrair o Ari para o que seria mais um encontro casual, mas na verdade seria parte de um plano macabro que culminou  com a morte do comerciante.

Ainda de acordo com a polícia, foi apurado em relatos das testemunhas do crime que ela teria entrado em contato com a vítima, por meio de uma ligação telefônica, dizendo que queria o encontrá-lo  pela última vez, de maneira proposital, ocasião em que seu esposo já estava aguardando no local marcado, com intuito cometer o  assassinato.

No início da noite de ontem o delegado regional, Flávio Santos, solicitou a justiça a prisão preventiva do casal. 

Um comentário: