domingo, 17 de abril de 2011

DENÚNCIA

Estudante denuncia desmatamento na fonte do Rio Cariús



O estudante universitário, Antonio Gilson Alves, presidente da Associação dos Universitários de Nova Olinda denunciou ao nosso blog o desmatamento das margens da nascente do Rio Cariús em Santana do Cariri. Em recente visita ao local, no sopé da Serra do Ararripe, no sítio "Azedos" o estudante tirou uma série de fotografias que mostram a derruba e a queima de árvores e o beneficiamento de algumas árvores maiores para o provável uso em marcenarias. 


As fotografias mostram que os responsáveis pelos desmatamentos não tiveram se quer a preocupação de esconder as provas do crime ambiental tal é o amontoado de recortes de uma árvore centenária derrubada e pronta para o transporte despojada ali mesmo no terreno para quem quisesse ver.


 Apesar do flagrante nenhuma entidade responsável pela fiscalização da Área de Preservação Ambiental, dentro da  APA Araripe, até agora não agiu para combater o desmatamento que, pelas imagens, parece acontecer repetidamente e com frequência dado o tamanho da área afetada, bem como, a falta de preocupação (educação ambiental) dos responsáveis por essa agressão a natureza em plena nascente do Rio Cariús.  

S.O.S!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O rio Cariús e os recursos naturais sobreviventes da Chapada do Araripe pedem socorro para não morrer!

O Rio Cariús é a principal drenagem superficial para os quatro municípios banhados por suas águas. Sua bacia hidrográfica alcança os municípios de Santana do Cariri, Nova Olinda, Farias Brito e Jucás. Nasce na encosta da Chapada do Araripe, nas nascentes Buriti, Azedos e Roncador, localizada no Sítio Azedos, Vale do Buriti, em Santana do Cariri. A população utiliza-se de suas águas para os mais diversos usos como consumo doméstico, comercial, de irrigação, dentre outros.

Até pouco tempo às nascentes do rio encontrava-se relativamente preservada, no entanto, assim como nas áreas de expansão da cidade por onde passa, o Rio Cariús sofre constantes agressões no seu leito com lançamentos de dejetos e excrementos, resíduos sólidos, assoreamento, dentre outros como o desmatamento, que chegou a sua fonte. Trata-se de um golpe mortal contra um rio doente, mal preservado e, principalmente, mal utilizado. 

Fonte Consultada: (TELES & SOUSA em

VI Seminário Latino-Americano de Geografia e Física - Universidade de Coimbra/Maio de 2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário