segunda-feira, 11 de abril de 2011

ASSOCIAÇÃO PROMETE FECHAR RODOVIA EM PROTESTO PELA LICENÇA AMBIENTAL DA CE 292



A Associação dos Universitários de Nova Olinda-AUNO, com apoio das entidades estudantis de Altaneira, Santana do Cariri, Assaré, Potengi, Araripe, Antonina do Norte, Salitre e Campos Sales e das Cooperativas de Transportes Alternativos da microrregião do Cariri Oeste planejam fechar o trânsito na rodovia CE 292, nesta quinta-feira, 14, em protesto pela demora da restauração do trecho, que liga Crato e Nova Olinda, e que segundo o Departamento de Edificações e Rodovias (DER), o início das obras que estava marcado para o ano passado ainda não começaram porque está na dependência de uma licença ambiental do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICM-Bio).

De acordo com o engenheiro Osmar de Mesquita, do Distrito Operacional do (DER) em Crato, o canteiro de obras para a recuperação da rodovia continua instalado, aguardando uma definição por parte do órgão ambiental. Ele lembra que a CE-292 foi asfaltada há mais de 30 anos e requer uma reforma ‘urgente’.

Recentemente o ICM-Bio, manifestou que que a licença não foi concedida porque a rodovia passa por dentro da Floresta Nacional do Araripe, uma Área de Preservação Permanente (APP) que, de acordo com a Lei, deve ser preservado.

Para o órgão ambiental, o trecho de 10km, que passa por dentro da floresta, deve ser desviado pela estrada de Santa Fé, alegando que o trânsito de veículos ali coloca em risco os animais que atravessam a área. “Outro problema é o transporte de poluentes, como combustíveis e agrotóxicos. No caso de um acidente, estes materiais podem poluir o lençol freático, com reflexos negativos nas fontes no pé da serra” argumenta.

O ICM-Bio esclarece que o governo não está impedido de consertar os buracos. Mas o DER adverte que, nas condições atuais, consertar os buracos seria jogar dinheiro fora. “Na primeira chuva, os buracos são reabertos”.

USUÁRIOS SÃO OS MAIS PREJUDICADOS...

Enquanto o impasse não é resolvido, os motoristas enfrentam mais de 30 quilômetros de buracos. 


O presidente da AUNO, Antônio Gilson Alves, conta que enquanto a situação não é resolvida, quem mais sofre as consequências são os usuários da rodovia, principalmente aqueles que são obrigados a trafegar todos os dias como os estudantes universitários. “cada viagem teve o tempo dobrado depois do surgimento dos buracos e a cada dia que passa a situação fica pior, afinal, são centenas de vidas postas em riscos todos os dias enquanto os órgãos do governo não se acertam” disse.

O estudante afirma que o protesto deve durar algumas horas e que durante esse tempo será permitida apenas a passagem de ambulâncias e que espera que os representantes do DER e do ICM-Bio compareçam ao local para dar uma resposta aos estudantes senão a manifestação pode se tornar em um protesto ainda maior fechando a rodovia definitivamente.

O trecho onde a rodovia será fechada é estratégico. Na localidade de Mané Coco nas divisas entre Crato, Nova Olinda e Santana do Cariri onde a buraqueira ocupa uma área de meio quilômetro totalmente esburacada. No local, segundo os estudantes já ocorreram até assaltos aos passageiros de topiques, pois, os motoristas são obrigados a reduzir a velocidade facilitando a ação de criminosos.


A seguir... RANILSON SILVA MOSTRA SITUAÇÃO DA RODOVIA CE 292 NO TRECHO que será Interditado


A manifestação acontece a partir das 9 horas da manhã desta quinta-feira, dia 14.

Nenhum comentário:

Postar um comentário