terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

NOTICIÁRIO NACIONAL

Homem esfaqueia a ex namorada e depois se mata no Centro Oeste de Minas

Um homem de 31 anos esfaqueou a ex-namorada, uma jovem de 19, e depois se matou, na noite de domingo (20/2), em São Gonçalo do Pará, no Centro-Oeste de Minas Gerais. Testemunhas disseram que o relacionamento havia terminado há cerca de um mês e que ele não aceitava o fim do romance. Ele foi encontrado morto ontem pela manhã.

Famíliares e amigos da vítima informaram que o homem, cujo nome não foi revelado, estava muito nervoso e depressivo desde o fim do relacionamento. Na noite de domingo ele foi até a casa da ex-namorada e golpeou a mulher com uma faca.


A garota teve seis cortes na região do toráx. Ela foi levada para a Unidade Básica de Saúde e, em seguida, encaminhada ao Pronto Socorro de Divinópolis onde permanece em observação, e não corre risco de morrer.

Depois de agredir a ex-namorada, o homem mandou uma mensagem de despedida para o celular de parentes, onde dizia que ia embora e desapareceu. Ele foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira, às margens de uma estrada da cidade.

Visitante morre durante sessão na Câmara de Vereadores de Porto Alegre

Um visitante morreu nesta segunda-feira (21/2) na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Ele estava assistindo a sessão no plenário quando passou mal. Chegou a ser atendido, mas sofreu um infarto e morreu na hora. A sessão foi suspensa por alguns minutos.

Prefeito de Manaus manda moradora de área de risco morrer

O prefeito da capital amazonense Manaus, Amazonino Mendes (PTB) ficou em maus lençóis ao se irritar com uma moradora de uma área de risco da cidade. Durante uma visita a uma área vulnerável à ação das chuvas, o prefeito pediu à população que saísse do local, mas foi questionado por uma mulher que afirmou que não tinha condições de sair. "Nós estamos morando aqui porque não temos condições de ter uma moradia digna", afirmou a moradora. Amazonino, irritado, respondeu: "Minha filha, então morra, morra".

A discussão continuou e o prefeito se comprometeu mais ainda ao perguntar de onde a mulher vinha. Ao responder que era paraense, a moradora recebeu uma resposta irônica do prefeito. "Pronto. Tá explicado", disse Amazonino.

Um comentário:

  1. Bom bom o Blog . .. noticiais sempre atualizadas. Disso que Nova Olinda estava precisando !!!

    ResponderExcluir